Books Should Be Free is now
Loyal Books
Free Public Domain Audiobooks & eBook Downloads
Search by: Title, Author or Keyword

13 Sonetos   By:

Book cover

First Page:

13

ARNALDO FORTE

Tip. A AMERICANA 48, Rua da Horta Sêca, 50 Lisboa

ARNALDO FORTE

13

SONETOS

Edição do Autor

1921

DEPOSITO Sociedade Editora Portugal Brazil, Ltd. 58, RUA GARRETT, 60 LISBOA

DO AUTOR

CINZAS, 1908 (Fóra do mercado) LUAR D'OUTONO, 1912 (Exgotado)

Encheste a minha vida d'amargura. Encheste a minha vida de martyrios. Enchi a tua vida de ternura, E vou encher o teu coval de lyrios.

Dia 13

A sombra vae cahindo lentamente. Cahindo, amortalhando devagar A hostia ensanguentada do poente! Ouvem se ao longe as fontes soluçar...

A aragem murmura docemente. Ha preces de novena pelo ar. A natureza ás vezes tambem sente! Ha tardes em que o ceu sabe chorar!

As velas assustadas, pela serra, Paráram de moêr, fitando a Terra! Passa um enterro... «É nova, vae tão cêdo!»

Falam maguas nos olhos de quem passa... Anda no ar um vento de Desgraça! Amor, as tuas mãos... eu tenho mêdo!

13 Março 1916

A vida é uma walsa...

Naquela walsa que dansamos, lenta e linda, Num baile onde, ao acaso, um dia te encontrei, Sem qu'rer, fiz te chorar. Eu lembro me ainda! Foi toda a minha vida... a walsa que dansei!

Senti a tua alma entrar dentro da minha; E ouvi teu coração falar muito baixinho. E ainda pressenti que a tua alma tinha Anceios de contar soluços de carinho.

Sentindo as tuas mãos nas minhas a queimar, Eu disse te orações... e ouvi te murmurar Palavras que de cór meu peito diz ainda!

Vejo te assim; juntinha a mim, d'olhos fechados... Eu sinto que nós dois andamos abraçados, Dansando devagar, aquela walsa linda!

1916

Fria

Qu'importa o teu olhar sêja tão lindo, E tenha a côr da luz que tem o dia? Qu'importa o teu sorriso doce, infindo, Se és fria, como a pedra, fria, fria!

Qu'importa esse teu corpo, se não sente!? A alvura do teu colo sempre a arfar, Se não tem o calor que dá á gente, A força p'ra viver e para amar?!

Amor, no teu olhar eu tenho lido aos poucos, Anceios exquisitos, sonhos loucos... E és fria como a louza em cemiterio!

Envolta nesse manto de Beleza, Quando olho dos teus olhos a frieza, Eu quedo me a scismar nesse misterio!

1916

Teus olhos falam maguas...

Os teus olhos maguados dizem tanto! Aos meus olhos, sem qu'rer, teem contado As maguas, os sorrisos, mais o pranto, Que teus olhos maguados tem chorado.

Teus olhos maguados vão no berço Do meu peito, e dormem de mansinho. Teus olhos, Padre Nossos são d'um terço, Contas d'Amor, que eu rezo tão baixinho...

Teus olhos maguados são dois beijos. São promessas, sonhos, são desejos... E eu trago os olhos teus no coração.

São a luz da minh'alma entristecida; Teus olhos maguados são a Vida, E o sol da minha vida tambem são!

1916

Violetas rôxas

Inda tenho as florinhas inquietas, Que beijaram teus seios pequeninos, Atravez d'essas rendas indiscretas, Sob entremeios brancos e tão finos!

Flor's que dos teus labios coralinos Ouviram confidencias tão secretas, E que teus dedos brancos, peregrinos, Deitaram fóra... Pobres Violetas!

Perdidas pela sala e desatadas, Encontrei as, as pobres, requeimadas, Ainda cheias desse teu encanto!

Mas lá 'stão inquietas e viçosas, As que olharam teus seios vergonhosas... Reviveram nas aguas do meu pranto.

1916

A minha alma já morreu...

Eu não te disse, Amôr? Minh'alma já morreu Cançada de esperar teus olhos num anceio! Cançada de rezar baixinho o nome teu. A noite era tão linda! E o teu olhar não veio!

E o teu olhar não trouxe a sombra dum carinho Á minha pobre alma exausta de sofrer! Luar! Tanto Luar havia no caminho... E a luz do teu olhar não quiz vê la morrer!

O teu olhar matou a! E não quizeste vir Trazer lhe uma grinalda branca do teu rir. Ao menos murmurar baixinho uma oração!

Amor, sempre julguei que as tuas mãos pequenas, Branquinhas como duas açucenas, Viessem ageitar minh'alma no caixão!

1917

Vendida

Vendeste a tua boca, aquela que beijára Purinha e a sorrir, meus versos a chorar... Continue reading book >>




eBook Downloads
ePUB eBook
• iBooks for iPhone and iPad
• Nook
• Sony Reader
Kindle eBook
• Mobi file format for Kindle
Read eBook
• Load eBook in browser
Text File eBook
• Computers
• Windows
• Mac

Review this book



Popular Genres
More Genres
Languages
Paid Books