Books Should Be Free is now
Loyal Books
Free Public Domain Audiobooks & eBook Downloads
Search by: Title, Author or Keyword

Biographia do Padre José Agostinho de Macedo Seguida d'um catalogo alfabetico de todas as suas obras   By: (1816-1885)

Book cover

First Page:

BIOGRAPHIA

DO

PADRE JOSÉ AGOSTINHO DE MACEDO.

POR

JOAQUIM LOPES CARREIRA DE MELLO.

Seguida d'um catalogo alfabetico de todas as suas obras.

PORTO:

TYP. DE FRANCISCO PEREIRA D'AZEVEDO;

Rua d'Almada n.º 388.

1854.

BIOGRAPHIA DO PADRE JOSÉ AGOSTINHO DE MACEDO.

por

Joaquim Lopes Carreira de Mello.

Hum acaso nos fez lançar mão da penna para traçar estes pequenos esboços biographicos do Padre José Agostinho de Macedo.

José Agostinho de Macedo foi natural de Beja, onde nasceo no dia 11 de Septembro de 1761, e recebeo a graça do baptismo na Parochial Igreja do Salvador, no dia 1 de Outubro do mesmo anno, sendo o primogenito de Francisco José Tegueira primeiro marido de Angelica dos Serafins Freire, este filho de Pedro Nogueira Sobrinho, e Roza Maria, naturaes da cidade de Beja, e aquella filha de Manoel Baptista Freire, e Anna Roza, naturaes da cidade de Lisboa. Seu pai, que era ourives, desejava aproveitar este filho, dando lhe uma educação tal, que elle não precizasse seguir a vida de seu pai, segundo a inveterada uzança, ou mania em Portugal, e como descobrisse em seu filho uma extraordinaria viveza, e signaes de engenho talentoso, procurou dar lhe os primeiros rudimentos da lingua materna, para o que o tomou debaixo de seu patrocinio um amigo seu por appelido Mendes, tambem ourives, e isto quando José Agostinho já contava onze annos de idade. Os progressos de José Agostinho causaram assombro nos mestres, e nos condiscipulos inveja, não deixando algumas vezes de excitar a indignação dos primeiros, e o odio dos segundos com suas respostas, e ditos improprios d'aquelles tenros annos, principalmente um dia, em que fazendo se a leitura do nosso immortal Camões, elle, cheio de ousadia, disse Camões não presta Seu mestre o reprehendeu, e como elle insistisse, o castigou, por tamanha blasphemia litteraria.

Como em outro tempo a clausura monastica era um seguro asylo, onde a mocidade podia servir a Deos, a si, e aos outros, e facilmente subir ás mais altas dignidades, fosse qual fosse o berço em que o homem nascesse; ou, quando menos, um meio de fugir aos perigos, e incommodos da vida, julgou seu pai, que tal vida convinha a seu filho, cujos talentos cada dia se manifestavam por um modo extraordinario, e por isso, havendo frequentado em Beja os estudos necessarios, para entrar em religião, tomou o habito de Santo Agostinho, dos Eremitas calçados no convento de Nossa Senhora da Graça, na cidade de Lisboa, na qual religião professou; e foi sacerdote com o nome de Fr. José de Santo Agostinho. Alli fez admirar os seus talentos, e algumas vezes tirou os padres de certos embaraços, como foi na occasião da morte do conde de Villa Verde, que sendo descendente do grande Affonso de Albuquerque, determinou ser enterrado na mesma sepultura do seu immortal ascendente, que na Igreja do mesmo convento jazia, mas que pela nova forma que se dera ao dito Templo arruinado pelo terremoto do 1 de Novembro de 1755, se havia perdido; declarando José Agostinho, onde elle se achava.

Prégava na sua religião com muito applauso dos religiosos, e admiração de todos, mas, se se fazia admirar pelos seus talentos naturaes mais, do que pelo seu estudo assiduo, tambem se fazia aborrecer pelo seu desmedido orgulho, e pelas suas leviandades e travessuras, praticadas, tanto no convento da Graça em Lisboa, como no collegio de Coimbra, travessuras, a que o seu caracter dava facil accesso; e como em toda a parte se encontra quem alimente o mal, Fr. José achou na sua ordem um companheiro, que se não tinha o seu talento, tinha com tudo mais ideia para formar os tumultos com que constantemente affligiam a communidade; tão indigno confrade, foi Fr. Francisco, natural da Vacariça; porem, como taes excessos não se poderiam tolerar n'huma casa particular quanto mais n'huma corporação, o prelado, que tinha stricta obrigação de os reprimir foi por isso obrigado por vezes a applicar a estes perturbadores da communidade as penas consignadas no Estatuto da ordem; mas taes castigos applicados a um caracter orgulhoso pelo talento como o de Fr... Continue reading book >>




eBook Downloads
ePUB eBook
• iBooks for iPhone and iPad
• Nook
• Sony Reader
Kindle eBook
• Mobi file format for Kindle
Read eBook
• Load eBook in browser
Text File eBook
• Computers
• Windows
• Mac

Review this book



Popular Genres
More Genres
Languages
Paid Books