Books Should Be Free is now
Loyal Books
Free Public Domain Audiobooks & eBook Downloads
Search by: Title, Author or Keyword

Elegias   By: (1877-1952)

Book cover

First Page:

TEIXEIRA DE PASCOAES

ELEGIAS

1912

ELEGIAS

OBRAS DO AUTOR

Sempre 1897 Terra Prohibida 1899 Sempre (2.^a edição) 1902 Jesus e Pan 1903 Para a Luz 1904 Vida Etherea 1906 As Sombras 1907 Senhora da Noite 1908 Marános 1911 Regresso ao Paraiso 1912 O Espirito Lusitano ou o Saudosismo 1912 O Doido e a Morte 1913

TEIXEIRA DE PASCOAES

ELEGIAS

1912

PREFACIO

Não tencionava publicar este livro. A dôr que ele contem, muito embora arrefecida ao tomar expressão verbal, é sagrada para mim.

Estes versos, nascidos da morte d'uma creança bem amada, fôram escriptos para seus Paes e Avós, para as pessoas que a rodearam de carinhos durante a sua doença e para os meus intimos amigos de alma.

O soffrimento verdadeiro não ama a luz do mundo. Quem chora, esconde o rôsto. A dôr oculta se por conhecer a desharmonia de que é feita.

Mas quando soube da subscripção nacional aberta a favor do divino Poeta da "Historia de Jesus" para as creancinhas lerem , resolvi pôr á venda este livro, com o fim de inscrever o seu producto, ainda que modesto, na subscripção referida.

Fui eu que resolvi?... Gomes Leal verá no producto das "Elegias" não a minha pessoa, mas o proprio espirito d'essa Creança...

É ela a agradecer lhe a dedicatoria do Poema, sublime de emoção religiosa, onde murmura, eternamente viva, a alma de Jesus.

Março de 1913.

[Nota do Transcritor: Aqui surge a assinatura do autor.]

DEDICATORIA

Este pequeno livro é para ti, Minha irmã. Has de lê lo com amor, Pois nele encontrarás o que soffri E uma sombra talvez da tua dôr. E nele, embora em nevoa, encontrarás A Imagem de teu Filho... Ó minha irmã, Sei que és a campa viva onde ele jaz; Sei que este livro é cinza, poeira vã Que eu espalho em redor da tua cruz... Mas ante a negra dôr que me tortura, Quiz vingar me da Morte, e ergui á luz, Cantando, este meu calix de amargura.

MÃE DOLOROSA

Vi o doente, ouvi os seus gemidos; Sinto a memoria negra, ao recordá lo! A Mãe baixava os olhos doloridos Sobre o Filho. E era a Dôr a contemplá lo!

Depois, nesses instantes esquecidos, Ou lhe falava ou punha se a beijá lo... Mas, retomando, subito, os sentidos, Estremecia toda em grande abalo!

Fugia de ao pé dele suffocada, A sua escura trança desgrenhada, Os seus olhos abertos de terror!

E então, num desespêro, a Mãe chorava, E, por entre gemidos, só gritava: Amôr! amôr! amôr! amôr! amôr!

JUNTO DELE

Que terrivel tragedia ver a gente, No seu exiguo e doloroso leito, Uma creança morta, um Inocente, Um pequenino Amôr inda perfeito!

Oh que mimosa palidês tremente A do gélido rôsto contrafeito! A as mãosinhas de cêra, docemente, Ó dôr, ó dôr, cruzadas sobre o peito!

Ó Deus cruel que matas as Creanças! Auroras para o nosso coração, Alegrias, alivios, esperanças!

Não sei quem és; eu não te entendo, Deus! E penso, com terror, na escuridão Desse teu Reino tragico dos Céus...

NAS TREVAS

Como estou só no mundo! Como tudo É lagrima e silencio!

Ó tristêsa das Cousas, quando é noite Na terra e em nosso espirito!... Tristêsa Que se anuncia em vultos de arvoredos, Em rochas diluidas na penumbra E soluços de vento perpassando Na tenebrosa lividez do céu...

Ó tristêsa das Cousas! Noite morta! Pavor! Desolação! Escura noite! Phantastica Paisagem, Desde o soturno espaço á fria terra Toda vestida em sombra de amargura!

Êrma noite fechada! Nem um leve Riso vago de estrela se adivinha... Sómente as grossas lagrimas da chuva Escorrem pela face do Silencio...

Piedade, noite negra! Não me beijes Com esses labios mortos de Phantasma!

Ó Sol, vem alumiar a minha dôr Que, perdida na sombra, se dilata E mais profundamente se enraiza Nesta carne a sangrar que é a minha alma!

Ilumina te, ó Noite! Ó Vento, cála te! Negras nuvens do sul, limpae os olhos, Desanuviae a bronzea face morta!

Oh, mas que noite amarga, toda cheia Do teu Phantasma angelico e divino; Espirito que, um dia, em minha irmã, Tomou corpo infantil, figura de Anjo... Continue reading book >>




eBook Downloads
ePUB eBook
• iBooks for iPhone and iPad
• Nook
• Sony Reader
Kindle eBook
• Mobi file format for Kindle
Read eBook
• Load eBook in browser
Text File eBook
• Computers
• Windows
• Mac

Review this book



Popular Genres
More Genres
Languages
Paid Books