Books Should Be Free is now
Loyal Books
Free Public Domain Audiobooks & eBook Downloads
Search by: Title, Author or Keyword

Elogio Historico do Conde de Ficalho   By:

Book cover

First Page:

ELOGIO HISTORICO

DO

CONDE DE FICALHO

LIDO NA SESSÃO SOLEMNE

DA

ACADEMIA REAL DAS SCIENCIAS DE LISBOA

EM 25 DE MARÇO DE 1906

PELO SOCIO EFFECTIVO

EDUARDO BURNAY

LISBOA Por ordem e na Typographia da Academia 1906

EXTRACTO DA Historia e Memorias da Academia Real das Sciencias de Lisboa, nov. ser., Classe de Sciencias Moraes, etc.

TOMO XI PARTE I

SENHORA E EXCELSA RAINHA

ALTEZA REAL

ILLUSTRES CONFRADES

MINHAS SENHORAS E MEUS SENHORES:

A Academia em sessão solemne, e como que na presença de seu Regio Presidente e Protector, pois que impedido de comparecer, por motivo felizmente destituido de gravidade, se acha para todos gratamente representado por Vossa Magestade e por Vossa Alteza Real a Academia entende prestar hoje a homenagem em divida a um dos seus mais distinctos e assignalados membros o fallecido socio Francisco de Mello, 4.º Conde de Ficalho.

Se attendermos a que tendo elle estado n'esta Academia inscripto na sua 1.ª Classe e incorporado na Secção de sciencias historico naturaes, como especial cultor do ramo botanico, que distinctamente professou na nossa Escola Polytechnica, a quem mais directamente caberia officiar n'esta solemnisação seria ao nosso preclaro collega D. Antonio Xavier Pereira Coutinho, que ao Conde de Ficalho succedeu na cadeira de Botanica.

Não tendo sido possivel arrancal o ao seu conhecido retraimento, filho de uma imperiosa e irresistivel modestia na grandeza só comparavel á do seu realissimo merito na verdade, qualquer socio d'esta Academia, sem distincção de classe, poderia assumir a tarefa, visto que o Conde de Ficalho, á semelhança de Latino Coelho e de Corvo, illustradissimo em quasi todos os ramos da sciencia, foi tambem, mais do que simples cultor de boas lettras, escriptor consummado.

É assim que, como a qualquer outro poderia caber, sou n'este momento o porta voz da Academia na glorificação do seu fallecido socio, sem outro especial motivo que não seja, para mim, a razão... academica, de que tendo elle, botanico, feito um dia n'esta mesma sala o elogio do chimico Antonio Augusto de Aguiar, a Chimica estaria de certa maneira em divida para com a Botanica......

É artificiosa esta invocação de um Deve e Ha de Haver em materia de panegyricos academicos?

Será. Mas amplamente corrigida fica pelo veridico, sincero, nada artificioso sentimento, que tão grato me torna prestar aqui, em nome collectivo, a um collega desapparecido, a homenagem do apreço e admiração que em vida todos lhe consagravamos, e que para mim se radicou em vinte annos de excellente camaradagem escolar.

O justo elogio do Conde de Ficalho surgiu, pode dizer se immediato, por occasião do seu fallecimento, em todos os orgãos da imprensa, pois com elle desapparecera uma das personalidades de maior notoriedade da sociedade portugueza na ultima metade do seculo passado.

A sua complexa e brilhante individualidade pôl a, tambem brilhantemente, em elegante relevo o elogio proferido em outro logar pelo Conde de Arnoso[1], e na Tradição [2], interessante publicação, a que o nosso consocio muito queria, e que viu a luz em Serpa, antiga villa solar da Casa de Ficalho, um numero especial de homenagem lhe foi consagrado, com a collaboração de Ramalho Ortigão, D. Antonio Xavier Pereira Coutinho, Theophilo Braga, Conde de Sabugosa, Sousa Viterbo, e outros distinctos ornamentos da sciencia e das lettras portuguezas... Continue reading book >>




eBook Downloads
ePUB eBook
• iBooks for iPhone and iPad
• Nook
• Sony Reader
Kindle eBook
• Mobi file format for Kindle
Read eBook
• Load eBook in browser
Text File eBook
• Computers
• Windows
• Mac

Review this book



Popular Genres
More Genres
Languages
Paid Books