Books Should Be Free is now
Loyal Books
Free Public Domain Audiobooks & eBook Downloads
Search by: Title, Author or Keyword

Litoral A Amadeo de Souza Cardoso   By: (1893-1970)

Book cover

First Page:

LITORAL

a amadeo de souza cardoso

POR

José de ALMADA NEGREIROS

(EDIÇÃO DO AUCTOR)

A SEGUIR:

K4

o quadrado

AZUL

por

José de ALMADA NEGREIROS

collaboração extraordinaria de

amadeo de souza cardoso

Linotype n.^o 7381 R. Poço dos Negros 81

espasmos de praiamar transbordam invasão a areia mergulha pró fundo do Mar plos olhos do pirata desvirgados á prôa Maresia cio do Mar qué da vela Latina? Sinhora da Livramento Leilão de salvados Guarda Fiscal a Costa Forte da Barra o retrato do Piloto a cêbo d'Hollanda e limão dôce sabots d'Alfandega e cachimbo motor Taverna Maritima Kean marujo Inglez Nivel 12 cuidado co'os helices BELFAST a Grande Cheia atavismos do Diluvio

o mêdo das rochas encolhidas ao luar onanista redemoinhos do perigo perpendicular o brilho do óleo Negro o dever do farol que nem parece tão grande por dentro as dunas as furnas as zôrras de Noite afinal o farol por dentro é uma casa mas eu não queria ser o faroleiro! osgas de velludo velho amarello pra dentro começos de bruxas a acabarem em saudades do arraial Castello dos mouros restos de sarracenos A lua a mijar na cisterna a sinêta pró café licença pra ir a terra estreia das tamanquinhas alcachofras fogueiras a idade de casar fôgo de vista e frio longe da febre a Kermesse só é bonita quando eu estou doente Santo Antonio de Lisbôa 10 cigarros 60 réis e vinho habilitado o sol e dó não tocou mais depois da desordem hiate de Sines Posta restante hotel Silva por cima da farmacia accordar ás 8 o snr capitão Stella matutina Jornaes da manhã O DIA a areia descalça espoja se na sesta a despir os olhos de cio o Sol é macho e relincha Carthago no verão epocha balnear Linha do Norte Rocio Campanhã estrada rial e tango descripção musical dos moinhos de vento Estação Telegrafo Postal bem pescaria alegre 66 banhos numero par Laura chalet com vista pró Mar aluga se

Terras Siennas d'olaria lisa no Fôrno da Telha o oleiro fez um Taxo cada vez maior senão fôsse a praga da carvoeira não tinha ella ancas de bilha Jarrão de barro vidrado Recordação das thermas Agua salôbra sabão de lavar a burricada toilette de passeio o trevo de quatro folhas morangos prá sobremeza Collares Viuva Gomes Linha Cintra Oceano Seteaes Rembrandt Agua forte saia balão setim Penumbra foot ball domingo meios preços incarnado e branco guerra da independencia terrestre não é permitida a entrada pró pic nic taxo chita de domingo III classe a dormitar lamparina frio grillos pyrílampos vae chover a Maria perdeu o broche se o tunel caisse! agoiro borbolêta preta é mau signal a cigana de latão tem uma saia de amarello esborrachado o homem dos cães a tocar tambor substantivo o navio ao longe cheira a estearina no caixote o mirante o óculo bric à brac Mãe! mata o chalet Antes quero ser o faroleiro cara d'ocarina de barro pintado partiu se a unha da guitarra 20 litros de petroleo por Noite Vento Norte a peça d'alarme O filho do dr. estuda para almirante Entrudo fotografia Salles Escola de marinheiros Marégrafo natação Club Naval A MARGEM Grandes regatas de vela Nautica Taça Tejo Grande Premio de Lisboa Prova final

CINZENTANIA rezênha obliqua d'invernia cláve sinfonia agreste dos cilindros fôscos penúgem neve dos repuxos falsos na passagem do regimento com ferrúgem de tambôres dedal de prata por detraz dos vidros baços á espera do boneco de estampar que foi pena sair mal o correio não trouxe nada Acre ozone de arrebol cinzento mata borrão azía Santa Barbara Azul d'Inverno faz frio no peito lá em cima no tombadilho a chover e a fazer Sol estão se as bruxas a pentear Historia tragico maritima o crime da varina Azinhaga sociedade filarmonica Vasco da Gama Vendedeiras de laranjas filipina! sotaque phenicio das varinas tricanas Arrufadas Coimbra B fado tinto e sentimental Astrakan maltez de misticismo bárbaro perfil britado em ceitil museu rial d'agua içado do Aqueducto Velho pró banco da Mina co'a rodilha ao lado esteve aqui a Rosa Maria no dia 7 de Maio de 1916 com o poeta futurista José de ALMADA NEGREIROS

OBRA LITTERARIA DE José de ALMADA NEGREIROS

O MOINHO, a Eduardo Afonso Viana

23 2... Continue reading book >>




eBook Downloads
ePUB eBook
• iBooks for iPhone and iPad
• Nook
• Sony Reader
Kindle eBook
• Mobi file format for Kindle
Read eBook
• Load eBook in browser
Text File eBook
• Computers
• Windows
• Mac

Review this book



Popular Genres
More Genres
Languages
Paid Books