Books Should Be Free is now
Loyal Books
Free Public Domain Audiobooks & eBook Downloads
Search by: Title, Author or Keyword

Manuel de Moraes Chronica do Seculo XVII   By: (1817-1898)

Book cover

First Page:

MANUEL

DE MORAES

CHRONICA DO SECULO XVII

POR

J. M. PEREIRA DA SILVA

RIO DE JANEIRO B. L. GARNIER, LIVREIRO EDITOR 69, RUA DO OUVIDOR, 69 PARIZ. AUG. DURAND, LIVREIRO, RUA CUJAS, 7

1866

MANUEL

DE MORAES

VENDEM SE AS SEGUINTES OBRAS DO MESMO AUTOR NAS CASAS MENCIONADAS

EM PORTUGUEZ:

HISTORIA DA FUNDAÇÃO DO IMPERIO BRAZILEIRO. 6 vol. in 8º.

VARÕES ILLUSTRES DO BRAZIL DURANTE OS TEMPOS COLONIAES. 2 vol. in 8º 2.ª edição.

OBRAS POLITICAS E LITTERARIAS, Discursos parlamentares, Viagens, Reminiscencias, Poesias, etc. 2 vol. in 8º.

JERONYMO CORTE REAL, chronica do seculo XVI. 1 vol. in 12.

EM FRANCEZ:

SITUATION SOCIALE, POLITIQUE ET ÉCONOMIQUE DU BRÉSIL. 1 vol. in 12.

LA LITTÉRATURE PORTUGAISE, son passé, son état actuel. 1 vol. in 12.

PARIZ. TYP. PORTUG. DE SIMÃO RAÇON E COMP., RUA D'ERFURTH, 1.

MANUEL

DE MORAES

CHRONICA DO SECULO XVII

POR

J. M. PEREIRA DA SILVA

RIO DE JANEIRO B. L. GARNIER, LIVREIRO EDITOR 69, RUA DO OUVIDOR, 69 PARIZ. AUG. DURAND, LIVREIRO, RUA CUJAS, 7

1866

DUAS PALAVRAS

AO LEITOR

Encontra se na Biographia luzitana do abbade Diogo Barbosa uma succinta noticia de Manuel de Moraes, nascido em São Paulo (Brazil), pelos fins do seculo XVI, ou principios do XVII; autor de uma Historia da America , que se perdeu inteiramente, e de uma memoria em pró da acclamação d'el rei D. João IVº, publicada em Leyde (Hollanda), no anno de 1641, com o titulo de Prognostico y respuesta á una pergunta de un caballero muy ilustre sobre las cosas de Portugal ; condemnado pelo tribunal do Santo Officio, relaxado em estatua no auto de fé de 6 de Abril de 1643, por apostata da religião catholica, e casado com mulher schismatica; e fallecido emfim em Lisboa, naturalmente, segundo o dizer de varias tradições; pela violencia, conforme outras não menos procedentes.

Fallando d'elle igualmente Innocencio Francisco da Silva no seu Diccionario biographico e bibliographico portuguez e brazileiro , accrescenta que pertencêra á companhia de Jesus em São Paulo, e fôra garroteado no auto de fé de 15 de Dezembro de 1647.

Outros escriptores, que procurárão lembrar lhe tambem o nome, e nós particularmente no supplemento annexo á obra dos Varões illustres do Brazil durante os tempos coloniaes , repetírão sómente o que avançára o abbade Diogo Barbosa, porque nem uns esclarecimentos lográrão mais a este respeito, por maiores pesquizas que houvessem commettido.

Parece pois evidente que se não poderá jámais esboçar um estudo biographico e regular ácerca de Manuel de Moraes, por lhe faltarem os elementos precisos que illustrem e aclarem a physionomia, vida e feitos de um varão tão distincto, e cuja existencia é todavia incontestavel.

No desejo porém de torna lo conhecido dos leitores, e de pôr a limpo a sua original e extravagante personalidade, traçamos proceder em relação ao escriptor paulista como o fizemos a respeito do poeta portuguez Jeronymo Cortereal, cuja biographia nos legárão todavia menos incompleta os autores passados.

A chronica de Cortereal terá assim uma imitação na de Manuel de Moraes. Comprehendia aquella a pintura da nação e da sociedade portugueza durante os ultimos dias de D. Sebastião até o jugo castelhano. Encerrará esta a descripção dos successos occorridos durante o seculo XVII em São Paulo e nas missões jesuiticas de Guayrá; em Pernambuco e nas guerras dos Hollandezes; nos Paizes Baixos e na emigração dos judêos portuguezes; em Portugal e no predominio sangrento da Inquisição.

Confundir se hão no mesmo quadro a historia real e a imaginação aventureira. Não é este o ramo mais popular da moderna litteratura, a formula mais estimada pelo publico da actualidade?

MANUEL DE MORAES

CAPITULO PRIMEIRO

Quem presentemente seguir da cidade de Santos para a de Sao Paulo aproveitando a estrada de ferro, que se acaba de construir entre os dous pontos mais interessantes da provincia; e lançar os seus olhos curiosos sobre a capital, assentada doce e preguiçosamente nos cimos de serras altanadas, que affrontão os ares; bafejada por uma atmosphera encantadora e portentosamente diaphana; avistada de longe por todos os lados como uma habitação aerea; coroada de torres de igrejas e de edificios risonhos; cercada de campinas que se somem na confusão do firmamento; regada aos pés pelo riacho Tramandatahy, que a pequena distancia, e na propria planicie descoberta, precipita as suas aguas claras e boliçosas no seio do rio Tieté, assemelhando se já na infancia a um monarcha poderoso quando o assorberbão as copiosas torrentes das chuvas: não póde ao certo imaginar o que fôra esta povoação nos primeiros annos do seculo XVII... Continue reading book >>




eBook Downloads
ePUB eBook
• iBooks for iPhone and iPad
• Nook
• Sony Reader
Kindle eBook
• Mobi file format for Kindle
Read eBook
• Load eBook in browser
Text File eBook
• Computers
• Windows
• Mac

Review this book



Popular Genres
More Genres
Languages
Paid Books