Books Should Be Free is now
Loyal Books
Free Public Domain Audiobooks & eBook Downloads
Search by: Title, Author or Keyword

Newton: Poema   By: (1761-1831)

Book cover

First Page:

NEWTON,

POEMA

POR

JOSÉ AGOSTINHO DE MACEDO.

LISBOA,

Na Impressão Regia. Anno 1813.

Com licença.

Sciscitanti cælestium causas, domesticus Interpres.

Seneca, Cons. ad Marcian.

PROEMIO.

O Mundo deve aos Conquistadores desgraças, lagrimas, e lutos; o Mundo deve a Newton verdades, sciencia, e luzes. Se inquietar os homens tem merecido tantas Epopéas, porque não merecerá hum Poema quem illustra, e quem ensina os homens? Ah! se chegará o tempo de se conhecer, que huma penna he mais util que huma espada! Canta se com enfasi quem conquistou huma Provincia, e porque não ha de ser cantado aquelle de quem se póde dizer, que conquistára a Natureza, obrigando a, á força de estudo, e engenho, a revelar seus mais reconditos arcanos? He preciso que conheçamos que o Imperio da Poesia tem limites muito mais extensos do que até agora se julgava; e eu creio que o seu melhor emprego he a contemplação, e a exposição deste sempre antigo, e sempre novo quadro, que se chama a Natureza. A simples intuição de seus prodigios, e o estudo destes mesmos prodigios, dilata, e accende mais a imaginação do verdadeiro Poeta, que todas as chamadas grandes acções dos Conquistadores, ou perturbadores da Terra. Se o homem só se deve chamar grande, quando he verdadeiramente util aos outros homens, quem poderá pôr em dúvida que os descobrimentos, e as mesmas hypotheses de Newton sejão mais uteis aos mortaes do que as expedições da Cruzada, que derão a materia ao Poema de Tasso? Quem illustra a humanidade he maior que quem a diminúe. Newton merecia hum Poema, as Musas lho devião, eu satisfiz esta divida; se a satisfiz bem, a critica o dirá; em quanto aos miseraveis reparos da escura Inveja, prepare se esta, porque a mesma chamma, que se me desprendeo n'alma para cantar Newton, me obriga a consagrar igual tributo de louvor a Buffon.

NEWTON, POEMA.

CANTO I.

Já da Aurora ao clarão suave, e puro Cedia o campo azul do immenso espaço D'estrellas recamada a noite umbrosa; Nuncia do dia, ás lucidas esferas, Da luz primeira undulações mandava. Das mãos de neve, e do purpureo rosto Brancas brilhantes pérolas cahião No verde esmalte dos rizonhos prados; De ondas immensas de escarlata, e d'ouro Era o ceo do Oriente envolto, e cheio; E pelo espaço liquido dos ares Os adejantes Zéfyros das azas Da manhã fresca os hálitos soltavão; E a vaga turba aligera nos bosques, Dava o tributo dos primeiros hymnos Da Natureza ao renascente quadro. Quasi rompia o flammejante disco, Que onde soberbo, e vívido fulgura, Prazer espalha, e graças aviventa, E mostra em luz envolto o Mundo ao Mundo. Depondo o pezo do voraz cuidado, (Amargo pezo da existencia minha!) Eu no prazer do esquecimento envolto, E, á desgraça esquecido, então pousava. Do doce somno em balsamos immerso, Somno em que meiga a Natureza furta Á existencia mortal trabalho, e magoa; Eis que sinto levar me...(e como, e onde Eu não posso dizer.) Voei nas azas De arrebatados extasis sublimes. Sonho, sonho não foi; que mil confusas Na fantasia imagens apresenta. Extasi foi sómente, e arrebatado Eu fui de hum Genio habitador do Olympo, Que ao pensamento do mortal qu'indága Abre do eterno arcano eternas portas, E, n'hum centro de luz, lhe mostra o immenso Da Natureza o variante quadro. Do Grande Scipião dest'arte á vista Talvez n'hum tempo se mostrasse a Gloria, Que a prosseguir na bellicosa estrada Lhe manda, e lhe descobre o alto destino, Que aniquilla Carthago, exalta Roma. Já pizo o aereo cume, e a luz brilhante Auri luzente se diffunde, e espalha. Como do meio do profundo Oceano Costuma alçar se desmedido escôlho, Que vê quebrar se nas eternas bazes, Já languida, e sem força onda espumante: Se olha do cume as voadoras nuvens, E os ressonantes tumidos chuveiros, Se ouve o horrendo fragor do accezo raio, Sereno permanece, e sente apenas Que a triste escuridão nas faldas pousa; E onda, e vento debalde a baze açoita... Continue reading book >>




eBook Downloads
ePUB eBook
• iBooks for iPhone and iPad
• Nook
• Sony Reader
Kindle eBook
• Mobi file format for Kindle
Read eBook
• Load eBook in browser
Text File eBook
• Computers
• Windows
• Mac

Review this book



Popular Genres
More Genres
Languages
Paid Books