Books Should Be Free is now
Loyal Books
Free Public Domain Audiobooks & eBook Downloads
Search by: Title, Author or Keyword

A Revolução Portugueza: O 31 de Janeiro (Porto 1891)   By: (1878-1932)

Book cover

First Page:

BIBLIOTHECA HISTORICA (POPULAR E ILLUSTRADA) III

A Revolução Portugueza

O 31 DE JANEIRO

(Porto 1891) POR JORGE D'ABREU

[Ilustração da capa: bandeira do Centro Democratico Federal]

1912 EDIÇÃO DA CASA ALFREDO DAVID ENCADERNADOR 30 32, Rua Serpa Pinto, 34 36 LISBOA

BIBLIOTHECA HISTORICA (POPULAR E ILLUSTRADA) III

A Revolução Portugueza

O 31 DE JANEIRO

VOLUMES PUBLICADOS

I HISTORIA DA REVOLUÇÃO FRANCEZA, por F. Mignet , 1.º volume.

II HISTORIA DA REVOLUÇÃO FRANCEZA, 2.º volume.

III A REVOLUÇÃO PORTUGUEZA O 31 DE JANEIRO (PORTO 1891), por Jorge d'Abreu .

NO PRÉLO

IV A REVOLUÇÃO PORTUGUEZA O 5 DE OUTUBRO (LISBOA 1910), por Jorge d'Abreu .

V A REVOLUÇÃO E A REPUBLICA HESPANHOLA (1868 A 1874), por Victor Ribeiro .

BIBLIOTHECA HISTORICA (POPULAR E ILLUSTRADA)

A Revolução Portugueza

O 31 DE JANEIRO

(Porto 1891)

POR

JORGE D'ABREU

Logotipo do editor

1912

EDIÇÃO DA CASA ALFREDO DAVID ENCADERNADOR 30 32, Rua Serpa Pinto, 34 36 LISBOA

Composto e Impresso na Imprensa Libanio da Silva==Travessa do Falla Só, 24 Lisboa

PALAVRAS DE UM SOLDADO

ao presidente do tribunal de guerra, no acto do julgamento:

... Eu, meu senhor, não sei o que é a Republica, mas não póde deixar de ser uma cousa santa. Nunca na egreja sentí um calafrio assim. Perdí a cabeça então, como os outros todos. Todos a perdemos. Atirámos então as barretinas ao ar. Gritámos então todos: Viva! viva, viva a Republica! ...

Do «Manifesto dos Emigrados da Revolução do Porto de 31 de Janeiro de 1891.»

O 31 DE JANEIRO

(Porto 1891)

CAPITULO I

O movimento de 31 de janeiro filia se no "ultimatum" de 1890

A revolta militar de 31 de janeiro de 1891 caracterisou se pela precipitação com que foi decidida e a pouca ou nenhuma reserva com que foi organisada. Durante mezes uma parte do paiz teve conhecimento quasi minucioso de que se conspirava contra a monarchia e que na conspiração entravam elementos de importancia recrutados na officialidade dos regimentos que a guarneciam. No emtanto a explosão patriotica, que na madrugada de 31 fez triumphar por algumas horas a bandeira verde e vermelha, surprehendeu muita gente porque apenas uma insignificante minoria não julgava extemporaneo o rebentar da bomba .

A causa unica do movimento podemol a filiar no ultimatum de 1890. Por espaço d'um anno, a agitação popular, que essa chicotada diplomatica provocara nos primeiros instantes agitação que, no dizer de João Chagas, trouxera pela primeira vez para a rua, a manifestarem se, «homens graves e de chapeu alto» por espaço d'um anno, repetimos, essa agitação minou profundamente diversas camadas sociaes e fez augmentar por uma forma extraordinaria o descontentamento da nação, a sua hostilidade contra o regimen monarchico e o soberano. Viu se claramente, n'esse momento grave da vida portugueza, que, ao substituir se o ministerio abatido pelo ultimatum , o novo governo procurara antes de mais nada deitar uma escóra ao throno, desprezando em absoluto as reclamações do povo, a sua grita sedenta de justiça. Calcára se a patria para sustentar no poder o monarcha brigantino. A dignidade da nação, o seu anceio fervoroso de que o ultimatum obrigasse a politica governativa a mudar de processos, a trabalhar com seriedade, uma e outro foram espesinhados pelo empenho dos aulicos da monarchia em precavel a da marcha progressiva das ideias democraticas... Continue reading book >>




eBook Downloads
ePUB eBook
• iBooks for iPhone and iPad
• Nook
• Sony Reader
Kindle eBook
• Mobi file format for Kindle
Read eBook
• Load eBook in browser
Text File eBook
• Computers
• Windows
• Mac

Review this book



Popular Genres
More Genres
Languages
Paid Books