Books Should Be Free is now
Loyal Books
Free Public Domain Audiobooks & eBook Downloads
Search by: Title, Author or Keyword

Serão inquieto : contos   By: (1878-1930)

Book cover

First Page:

Notas de transcrição:

O texto aqui transcrito, é uma cópia integral do livro impresso em 1920.

No original havia uma errata. Nesta adição corrigimos os erros ali assinalados, e marcámos as alterações na versão html deste livro. Outros erros detectados durante a transcrição, foram devidamente corrigidos e, quando poderiam alterar a intenção do autor, foram também assinalados na versão html.

ANTÓNIO PATRÍCIO

SERÃO INQUIETO

CONTOS

LIVRARIAS AILLAUD E BERTRAND PARIS LISBOA

SERÃO INQUIETO

DO AUCTOR

OCEANO (versos).

O FIM (história dramática em dois quadros).

SERÃO INQUIETO (contos), 2.ª edição.

PEDRO O CRU (drama em 4 actos), 2.ª edição.

DINIS E ISABEL (Conto de primavera).

Em preparação:

POEMAS.

O REI DE SEMPRE (Tragedia Nossa).

SHEHÉREZADE (contos).

CINCO DIÁLOGOS DE SONHO.

Composto e impresso na Tip. da Empresa Diário de Notícias Rua do Diário de Notícias, 78

ANTÓNIO PATRÍCIO

SERÃO INQUIETO

CONTOS

2.ª EDIÇÃO

LIVRARIAS AILLAUD E BERTRAND

PARIS LISBOA

LIVRARIA CHARDRON

PORTO

LIVRARIA FRANCISCO ALVES

RIO DE JANEIRO

1920

A

ANTÓNIO CÂNDIDO

Ecris avec du sang et tu apprendras que le sang est esprit.

Ainsi parlait Zarathoustra.

F. NIETZSCHE.

DIÁLOGO COM UMA ÁGUIA

Diálogo com uma águia

Fui jantar hontem ao palácio. Estava lindo! Felizmente ninguêm. Tudo deserto. Quando eu desci do restaurante, a accender um Laferme com preguiça, caía a tarde de outono em vitrais ricos p'ralêm das ramarias a despir se. Passeei algum tempo na avenida, e sem saber porquê, indo ao acaso, fui estacar nesse recanto triste onde mora engaiolada uma águia velha. Há que tempos conheço êste mostrengo, num abandono de asilo, de ar pedinte, com asas que diríeis paralíticas, de um tom coçado e neutro de miséria!... Uma águia isto, êste espantalho! A decadência reles de estas asas que tanta vez olhei com indiferença, nem eu sei bem porquê, impressionou me. Um animal de fábula, de mito, um ser que bebeu sol de olhos abertos, curvava as garras frouxas num poleiro, e depois de carnagens e aventuras, encolhido, misérrimo, com fome, acabava a aspirar a um meio bife, como um vadio à porta de um café. Coitada! Teve uma forma assim aquela águia que saboreou Prometeu numa montanha!

A gaiola está sórdida, está imunda. Antes estivesse empalhada num museu, ou no quarto de trabalho de um zoólogo, sócio da Academia, homem de estudo, que ao voltar da rua ou da glória, lhe pendurasse do bico o chapéu alto. Coitada! Coitada! E notei com um calafrio, que pronunciara alto êste «coitada», com uma voz que a mim mesmo surpreendeu pela inflexão perturbante de quinto acto. Olhei a águia. Vi a encolher se tôda, contrair se, enclavinhar as garras no poleiro, como a uma dor aguda que a varasse. Encarou me por fim, olhou me todo, fazendo me corar dos pés ao côco, e com uma voz que não era a voz da fábula, sem nada de lendário, sem estranho, com uma voz normal de velha beata, arrastada e roufenha, quasi gaga, cacarejou num tom de dor e mofa:

Ao que eu cheguei! Ao que eu cheguei! Já tem pena de mim isso aí fora... Antes estar morta e podre, antes estar podre...

Estarreci. Não era o impossível realizado dessa carcassa de águia a falar alto, a falar como eu, que me empedrava: nem sequer o estranhei naquele instante; mas o dolorosíssimo desprêzo com que ela me chamou isso aí fora , com que ella ouviu que um isso a lamentava. Deitei fora o cigarro bruscamente, compus um momo frio de desdêm escondendo a irritação que me excitava, e premindo a bengala contra o queixo, retorqui lhe benévolo e grosseiro:

Não percebo o seu desprêso, não me atinge... Continue reading book >>




eBook Downloads
ePUB eBook
• iBooks for iPhone and iPad
• Nook
• Sony Reader
Kindle eBook
• Mobi file format for Kindle
Read eBook
• Load eBook in browser
Text File eBook
• Computers
• Windows
• Mac

Review this book



Popular Genres
More Genres
Languages
Paid Books