Books Should Be Free is now
Loyal Books
Free Public Domain Audiobooks & eBook Downloads
Search by: Title, Author or Keyword

A Verdade a Passo Lento ou Guerra do Escaravelho contra a Borboleta Constitucional do Porto   By:

Book cover

First Page:

A VERDADE A PASSO LENTO,

OU

GUERRA DO ESCARAVELHO

CONTRA

A BORBOLETA

CONSTITUCIONAL

DO PORTO

OS N. N. 131 E SEGUINTES.

PRIMEIRA PROPOSIÇÃO,

em que se mostra a sua impiedade.

DADA Á LUZ

Pelo Inimigo declarado dos Impostores, e verdadeiro Constitucional.

LISBOA: NA IMPRESSÃO DE JOÃO NUNES ESTEVES, Rua dos Correeiros N. 144. ANNO 1822.

Te conscintiae stimulans maleficiorum tuorum, quocumque aspexeris, ut furiae, sic tuae tibi occurrunt injuriae; quae te respirare non sinunt.

O conhecimento das tuas maldades te atormenta, e em qualquer parte que ponhas os olhos, não achas senão os teus crimes, que como furias te perseguem, e não te deixão se quer, livre o respirar. Raf. Blut. T. 1. verb. atorm. cit. a Cic.

«Amigo, espero me faça logo imprimir o Folhetinho, pois as Imprensas do Porto estão occupadas com Periodicos, de maneira que não ha lugar para outra cousa, [a não se darem grandes sômmas] e tenho motivos a julgar que os Periodiqueiros daquella Cidade estão casados com a Senhora Borbolêta, e por esta razão para que lhes não salte ao pelo, pois tem medo della, que se pélão, á excepção de hum, nada admittem contra, do que he para a demora deste insignificante papelinho, vai em dois mezes. Cançado de escrever Cartas, e de esperar tomo esta ultima resolução, que, supposto vai tarde, ainda virá a tempo para desenganar os crédulos, e não fanáticos. Sou como sempre seu affectivo C.

F. B. J. M.»

BENÉVOLO LEITOR.

Não soffre hum estômago debilitado muita comida, nem a impetuosa torrente, que se lhe opponhão obstaculos; em huma e outra crise he necessario muita prudencia, pois he nestes lances, que o primeiro repôem com tédio, o que devia servir lhe d'alimento, e o segundo arrasta diante de si quanto pertende impedir o livre curso das suas agoas. Nestas mesmas circunstancias me achava eu, quando o Povo do Porto, e d'outras muitas terras deste Reino, por effeito de hum papel verdadeiramente ridiculo, intitulado «Borbolêta,» que narrando hum facto acontecido no Convento dos Padres Carmelitas Descalços, não só obteve pela soltura da sua lingua mordaz o crédito da gentalha sempre amiga de novidades, e facil em acreditar as cousas «maxime» quando vem em letra redonda, que então julga tudo tão verdade, como se fôra hum Evangelho, mas ainda o crédito de muitos homens cordátos, que se persuadirão das suas imposturas; fazendo se geral a opinião de que os taes Padres erão «crueis, e barbaros,» pois sem piedade castigavão com tanto rigor hum seu alumno innocente. Vendo eu a calumnia, o descaramento, e a cordilheira de mentiras mais altas que o Ararat, e mais extensas que as montanhas da Persia, e ao mesmo tempo o opprobrio, que padecião os ditos Padres, tão sem razão, pois sabía a sua innocencia, quiz desaffrontalos por meio das minhas reflexões, e dar ao mundo hum monumento veridico do justificado procedimento de toda a Corporação, contra os aleives, e impiedades do tal papel, cheio de incoherencias, falsidades, e até de hum aggregado de sandices, e de hypocrisias. Apresentar tudo isto de chapada era infartar hum Povo, que, preocupado com as idêas da Borbolêta, longe de abraçar as verdades, que lhe propunha, as rejeitaria, como outras tantas quimeras; pois hé certo, que enche o cantaro primeiro, (a não ser pirguiçoso) quem primeiro chega á fonte, e custa muito a desvanecer as primeiras impressões. Como somos mais faceis em acreditar o mal do que o bem, pois temos para hum propensão natural, e para o outro certa repugnancia, tambem seria difficil o fazer mudar a todos de conceito em hum tempo, em que a bilis estava exaltada, e as cabeças em effervescencia. Não era por tanto conveniente oppor me a hum, e a outro, e por isso determinei fazer o que os Medicos aos estômagos fracos, isto he, dar pouco a pouco, e deixar passar a tempestade, para depois formar hum dique, que atalhasse a corrente... Continue reading book >>




eBook Downloads
ePUB eBook
• iBooks for iPhone and iPad
• Nook
• Sony Reader
Kindle eBook
• Mobi file format for Kindle
Read eBook
• Load eBook in browser
Text File eBook
• Computers
• Windows
• Mac

Review this book



Popular Genres
More Genres
Languages
Paid Books